O Bairro de Saint-Germain-Des-Prés

Situado em pleno coração do 6° distrito, entre o Sena, o bulevar Saint Michel e o Hotel des Saints Pères, o bairro perpetua o espírito de Saint-Germain com seus cafés, lojas e galerias de arte.

X
Book your stay
1 Adulto
0-11 anos
0-3 anos
Sem custos para as crianças de menos de 12 anos de idade
Entre em contato com a nossa recepção
para maiores informações
+33 (0)1 45 44 50 00 Custo das ligações locais
l'hôtel des saints pères le quartier

Considerado como um dos maiores pontos de encontro dos artistas do mundo inteiro, o bairro de Saint-Germain recebe não somente pintores, mas também filósofos, músicos e atores que contribuem para a animação do bairro.
 

Um grande ponto de encontro artístico e dramático

A história do bairro fora iniciada em 543, quando Childebert, filho de Clovis, deu início à construção de uma abadia sob os conselhos do bispo Germain. A igreja fora rebatizada com o nome do bispo quando do seu falecimento. O bairro de Saint-Germain-des-Prés se desenvolveu rapidamente em torno deste estabelecimento, o qual desaparecera na Revolução Francesa em virtude de um incêndio. No século XVII, o bairro passou a atrair os artistas que então se reuniam nos diversos cafés nele presentes. Na rua da antiga comédia, a casa de café Le Procope, que hoje é um restaurante, era o ponto de encontro dos atores da Comédia Francesa e, mais tarde de Voltaire e de Rousseau. Foi verdadeiramente no século XIX que o bairro de Saint-Germain-des-Prés passou a tornar-se o ponto de encontro dos escritores, como Racine, Balzac ou George Sand, mas também dos pintores, como Delacroix e Manet, ou ainda, dos atores.

Durante o século XX surgiram em Saint Germain des Prés os chamados “cafés literários”: Les Deux Magots, Le Flore e a Brasserie Lipp. Apollinaire, Aragon, André Breton, Simone de Beauvoir e Jean Paul Sartre adoravam visitar essas « instituições ». 

 

Um bairro animado

A vida se anima no teatro Odéon. Artistas como Picasso e Man Ray se instalam no bairro, assim como vários autores e compositores: Léo Ferré, George Brassens, Jacques Brel, Charles Trenet, Charles Aznavour, Serge Gainsbourg e Juliette Greco. O jazz também faz parte do repertório do local, tendo Miles Davis, entre muitos outros grandes nomes, nele se apresentado. Hoje em dia, o bairro, que continua a preservar as marcas do seu passado artístico e festivo, atrai cada vez mais as grandes marcas de luxo, como Dior, Rolex, Hermès. O Hotel des Saints Pères é, assim, um ponto de partida ideal para quem deseja admirar as belas vitrines e reviver o espírito de Saint-Germain de outrora.

Os favoritos da equipe

La Brasserie Lipp
Um dos lugares imperdíveis do bairro de St. Germain des Près e que se tornou famoso em virtude da frequentação da classe política. Aliás, sua decoração foi até mesmo classificada como Monumento Histórico
151, boulevard Saint Germain – 75006 PARIS
Aux Prés – Cyril Lignac
Bistrô chique criado pelo famoso chef Cyril Lignac, que destaca os mais belos e saborosos produtos das regiões francesas.
27 rue du Dragon – 75006 Paris
Visite o website