A Igreja Saint-Sulpice

Fundada pelo pároco Jean-Jacques Olier e pelos arquitetos Gamard, Le Vau e Gittard, a Igreja Saint Sulpice é um verdadeiro monumento arquitetônico.

X
Book your stay
1 Adulto
0-11 anos
0-3 anos
Sem custos para as crianças de menos de 12 anos de idade
Entre em contato com a nossa recepção
para maiores informações
+33 (0)1 45 44 50 00 Custo das ligações locais
l'hôtel des saint pères église saint sulpice

O Hotel des Saints Pères o convida a descobrir o bairro de Saint-Germain-des-Prés e, mais especialmente, a Igreja Saint-Sulpice, uma obra-prima do estilo clássico francês que reúne inúmeras obras de arte, como os afrescos de Delacroix

 

O meridiano de Paris

Em 1646, Ana da Áustria colocara a primeira pedra da reconstrução da igreja de Saint-Sulpice, cuja arquitetura permanece fiel à tradição medieval. Contudo, a igreja se diferencia de suas contemporâneas em virtude de suas imensas dimensões, praticamente semelhantes às de Notre-Dame, capazes de acolher a população do subúrbio Saint-Germain, numerosa e abastada, cuja única paróquia era Saint-Sulpice.

Uma das curiosidades da Igreja, sem dúvida alguma, é a meridiana de Paris, ou o gnômon, uma ferramenta de medição que permite precisar de modo exato a posição do sol e, aproximadamente, o período do ano. No chão podemos ver uma linha que materializa o meridiano do local, cortada a cada meio-dia pelo sol sob a forma de um feixe luminoso que penetra por um buraco no telhado de vidro do edifício. Ao longo das diferentes estações, o sol, mais ou menos alto no céu, corta a linha em diversos lugares diferentes. 

 

As obras da Igreja

Evocada diversas vezes na literatura, a começar por Manon Lescaut, obra do abade Prévost, trata-se também do cenário de Da Vinci Code. Finalmente, a igreja é citada, igualmente no romance de Balzac, Splendeurs et Misères des Courtisanes (Esplendores e Misérias das Cortesãs).  
Fala-se do estilo « saint sulpicien » em referência aos objetos litúrgicos que eram vendidos em grande quantidade nos arredores do bairro da igreja de Saint Sulpice. Este estilo serve de qualificação às « bondieuseries », palavra utilizada para designar os objetos de culto, tais como as imagens dos santos.

A Igreja de Saint-Sulpice abriga inúmeras obras-primas da arte religiosa. Assim, a capela de Saint-Sulpice fora decorada no século XIX por Delacroix. Três afrescos do mestre da pintura ornam a capela : La Lutte de Jacob et de l'Ange (A luta de Jacó e do anjo), Saint Michel terrassant le démon (São Miguel vencendo o demônio), e Héliodore chassé du Temple (Heliodoro expulso do tempo), ilustrando a vã revolta do homem contra Deus. O lugar também contém duas tridacnas, que servem de pias de água benta, realizadas pelo artista Pigalle. Inspirado pela vertente artística rochosa, Michel-Ange Slodtz criou um impressionante túmulo destinado ao pároco Languet de Cergy

Os favoritos da equipe

Aux Prés – Cyril Lignac
Bistrô chique criado pelo famoso chef Cyril Lignac, que destaca os mais belos e saborosos produtos das regiões francesas e estrangeiras.
27 rue du Dragon – 75006 Paris
Visite o website
Le Bon Marché
A mais chique das grandes lojas parisienses, com vitrines cuja cenografia vale a pena ser admirada com atenção. Não esqueça de atravessar a rua para visitar a Grande Épicerie de Paris !
24 rue de Sèvres – 75007 PARIS
01 44 39 80 00
Visite o website