O Museu Eugène Delacroix

Fundado pelos amigos e admiradores de Delacroix entre os quais Matisse, Denis e Signac, este museu nacional, repleto das mais belas preciosidades do seu mestre, tem um charme « decididamente inegável », segundo as próprias palavras do artista. 

X
Book your stay
1 Adulto
0-11 anos
0-3 anos
Sem custos para as crianças de menos de 12 anos de idade
Entre em contato com a nossa recepção
para maiores informações
+33 (0)1 45 44 50 00 Custo das ligações locais
l'hôtel des saints pères le musée eugène delacroix

Este edifício, que outrora fora a residência do artista e, após sua morte, tornou-se um museu, é testemunha viva da vida do mestre, homenageando-o a cada recanto por meio das obras nele expostas, entre as quais citamos “La Madeleine au désert”. 

 

A história do museu contada pelo Hotel des Saints Pères

Em 1857, Eugène Delacroix, de idade já avançada, decidira aproximar-se da Igreja Saint-Eustache para poder acompanhar mais facilmente o projeto de decoração da capela que o havia sido confiado. Então, ele mudou-se para o número 6 da rua de Fürstenberg e, conforme dissera no seu diário, sem arrependimentos : « Minha casa tem um charme decididamente inegável (...). a vista sobre o meu pequeno jardim e o aspecto alegre do meu ateliê provocam em mim um sentimento de prazer». Ele permaneceu no local até a sua morte, que ocorrera 6 anos mais tarde. Após seu falecimento, foi prevista a destruição do seu ateliê.

Vários grandes artistas como Henri Matisse ou Paul Signac, presididos pelo pintor Maurice Denis, se mobilizaram e criaram a Sociedade dos Amigos de Eugène Delacroix para impedir a destruição do edifício e perpetuar as obras de Delacroix. Finalmente, a decisão de destruir o edifício fora abandonada e o conjunto arquitetônico fora colocado à venda. A sociedade vendera toda a produção do artista aos museus nacionais e, assim, pôde comprar o ateliê, o jardim privativo e o apartamento de Delacroix. Então, após tais bens terem sido doados ao Estado, este o transformara em museu nacional no ano de 1971. Hoje, tal conjunto, situado a somente 8 minutos a pé do Hotel des Saints Pères, encontra-se inscrito no inventário dos Monumentos Históricos

 

As coleções do museu

O museu nacional Eugène Delacroix, associado desde 2004 ao Louvre, apresenta uma rica coleção de obras do seu autor. Nele encontramos pinturas como La Madeleine au désert (A Madalena no deserto), exaltada por Baudelaire : «Ela é tão bela naturalmente que não sabemos se está coroada com a auréola de luz da morte ou se sua beleza fora exaltada pelo desfalecimento do amor divino », ou ainda, a tela Roméo et Juliette devant le tombeau des Capulet (Romeu e Julieta diante do túmulo dos Capuleto). O museu também abriga seus desenhos que serviram de base às pinturas da Igreja Saint-Sulpice

Os favoritos da equipe

La Brasserie Lipp
Um dos lugares imperdíveis do bairro de St. Germain des Près cuja decoração foi até mesmo classificada como Monumento Histórico.
151, boulevard Saint Germain – 75006 PARIS
Tel: 01 45 48 53 91 – Faixa de preço à la carte: 38 / 60 € - Menu: 30 €
Le Restaurant Christine
Na rue Christine, nossos clientes sempre voltam com ótimas impressões!
Tel: 01 40 51 71 64
Menus: 34 € / 40 € / 58 €